Ricardo Falco – Presidente do Instituto Integral

Instituto Integral empossa seu novo presidente

Ricardo Falco, no Colégio há 28 anos, quer tornar a marca referência em iniciativas sociais tanto quanto é em qualidade de ensino

O Instituto Integral acaba de empossar seu presidente para o próximo triênio: Ricardo Falco, professor no Colégio Integral há 28 anos, foi o escolhido em assembleia para assumir o lugar de Evandro Francisco, o primeiro a ocupar a presidência da entidade, fundada em 2013. Francisco permanece como executivo do Instituto e Falco acumula a presidência com a direção da unidade Taquaral e as aulas de Química que ministra para estudantes do Ensino Médio e do cursinho pré-vestibular.

Um dos objetivos do Instituto Integral, mantenedor do colégio, é aliar o aspecto social ao ensino forte que acessa às melhores universidades do País. Todos os anos, o Instituto oferece a centenas de alunos em situação de vulnerabilidade social, a chance de ter uma educação de qualidade e de conquistar um futuro melhor.

Falco lembra que as ações sociais sempre fizeram parte do Integral, as quais foram incrementadas com a fundação do Instituto, que permite o oferecimento de bolsas integrais e parciais previstas em editais anuais. “Temos tradição na cidade em ter professores de primeira linha em nosso quadro. Com o Instituto, buscamos que a sociedade lance seu olhar também para o outro viés da marca, que tem uma história permeada de ética, respeito, princípios e de cumprimento do que é prometido”, salienta o presidente.

Uma das funções da mantenedora é também aprimorar a parte pedagógica. “Queremos que o Instituto Integral seja conhecido também no papel de colaborador solidário para a comunidade e reforçar nos alunos o envolvimento com questões cidadãs”, ressalta Falco.

A doação de 35 mil toneladas de feijão, arroz, leite e outros itens ao Banco de Alimentos é uma das ações solidárias do Colégio Integral. O volume, recorde repassado ao órgão municipal em se tratando de doação de uma instituição educacional, foi concentrado em abril durante as gincanas anuais do Ensino Fundamental 2 e do Ensino Médio, que entre outros desafios, tem a Tarefa Solidária. As equipes, divididas por cores, se empenham para reunir a maior quantidade de alimentos a serem doados para entidades beneficentes. Em 29 anos de gincana, a arrecadação beneficiou milhares de crianças, adolescentes, idosos, vítimas de doenças graves, dependentes químicos, desempregados e pessoas com deficiência e risco social.

Falco lembra que nenhuma data festiva do calendário passa em branco no Colégio Integral. “Na Páscoa, Natal, Dia das Crianças e no Inverno sempre fazemos campanhas para arrecadação de chocolates, brinquedos e agasalhos”, frisa.

Ele conta que, no dia a dia da escola, é comum deparar com atitudes de voluntariado entre os alunos, mesmo sem ninguém pedir. “Os funcionários mais queridos ganham convites dos alunos para as festas de formatura; famílias se unem para que um aluno bolsista não deixe de participar do acampamento que comemora a conclusão do curso; estudantes com melhor nota numa disciplina dão aulas particulares para alunos que chegam de escolas públicas. Ao seu modo, os alunos têm atitudes inclusivas”, destaca.

Para dar seguimento à integração das ações sociais à parte pedagógica, Falco está debruçado em projetos que envolverão a comunidade escolar, representantes de entidades de classe e parceria com universidades: “Ação solidária é enxergar no próximo a si mesmo. Dar oportunidade ao outro de ascender o mesmo que você atingiu. É justificar no outro a sua existência. É sobre esse princípio que o Instituto Integral baseia suas iniciativas sociais”, afirma Falco.

Sobre o Instituto Integral

O Integral nasceu em Campinas, em 1980, com o Curso Integral, fruto da iniciativa de um conjunto de estudantes universitários egressos do Instituto Tecnológico da Aeronáutica, o ITA.

Desde então, uma ideia orienta aquele que é um dos maiores grupos educacionais do interior de São Paulo: a formação global, do aluno e do indivíduo, com o intuito de preparar para a universidade, sem deixar de lado o amadurecimento como pessoa. Busca o equilíbrio entre o prazer no aprendizado e a exigência nos resultados. Desenvolve, assim, a curiosidade e o espírito crítico, a autonomia e a responsabilidade.

O Integral é destaque na área educacional na Região Metropolitana de Campinas, cidade que concentra um dos maiores polos tecnológicos e econômicos do País, com grandes e excelentes universidades, além de empresas de alta tecnologia. Em Campinas, o Integral tem cinco unidades, Paineiras, Cambuí, Alphaville, Parque Prado e Taquaral. O Instituto está presente também em Paulínia e Vinhedo.